sábado, 27 de setembro de 2014

MARINA É O OBAMA AMANHÃ



Amigos:

Acabei de postar na minha linha de tempo um artigo de Paul Craig Roberts, um homem de cerca de 85 anos e um daqueles republicanos históricos americanos. Economista, foi alto assessor de Reagan e agora é jornalista e autor.

Para mim é o mais lúcido e "radical" (no sentido de fundamento) articulista sobre a economia e a política atual dos EUA e do mundo. 
Vale a pena ler seus artigos e esse que coloquei agora na minha LT e que de novo copio abaixo é muito importante porque fala do discurso de Obama na ONU e do absurdo totalmente Orwelliano de sua colocação e da aquiescência servil de TODOS os presentes.

Olhar o Brasil por uma ótica míope de política interna nessas eleições é uma equivocada e mesmo "mortal" atitude.

O interessante é que uma das características desse mundo totalmente Orwelliano em que vivemos é que acabaram-se os escrúpulos de esconder as intenções. Elas estão escancaradas como mostra o artigo citado e também como mostram as propostas da Marina.

No Brasil os políticos sabidamente de direita que concorrem a cargos maiores como o de presidente nunca explicitaram claramente suas intenções, mas Marina nesse sentido é uma novidade pois não esconde nenhum desses pontos, ao contr´rio escancara-os.
Por que passou a ser assim (com Obama, Marina e outros)?
Porque espera-se que na maioria, como um aspecto do mundo orwelliano, as mentes já tenham sido devidamente "zumbificadas", "midializadas" e se tornado "Big Brother-worshipers" de modo que se seja aplaudido por qualquer que seja o discurso tipo: "Guerra é Paz", "Chico Mendes é Elite", "o Novo é o Velho" "A Revolução Militar é a Democracia", "O Banqueiro é o Educador" "Bornhausen é o Futuro"...

O importante aqui é se saber, e isso pode ser muito confundido, que nem Obama, Bush, Cameron, Holande, Merkel e MARINA...são eles os Big Brothers. São tão somente também zumbís, só que num ponto mais alto da hierarquia dos vassalos acéfalos dos Príncipes deste Mundo.

Apresento então o importante artigo de Paul Craig Roberts:

Les smart bombs de Wall Street

"Will Russia and China Hold Their Fire Until War Is the Only Alternative?"- "Será que a Rússia e a China Segurarão Suas Armas Até Que a Guerra Seja a Única Alternativa?"

[Ative, se for o caso, o tradutor automático de seu browse]

Paulo Azambuja


sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Como Escolher em quem Votar?


Amigos:


Acredito que a essa questão poderemos responder sem maiores polêmicas com o seguinte:

I - Vejamos primeiro duas premissas que devem nortear nossa atitude perante os candidatos.

1. A votação no presidente da república, que vai influenciar o destino prático de mais de 200 milhões de pessoas, não pode ser encarada como uma eleição do paredão do Big Brother. Portanto a coisa aqui vai muito além de julgamento do charme, beleza ou simpatia ou mesmo ódio 

2. A atitude tal que diz “tudo é a mesma coisa” justificando assim a omissão e a indiferença de muitos é na verdade um escapismo covarde porque as propostas dos candidatos e as forças e ideologias que eles trazem em seu rastro são muito diferentes. “Tudo é a mesma coisa” não é candidato e então é um cara específico com um programa específico que irá governar você e o que ele fizer vai mexer muito no seu dia a dia.

II - Nossas eleições serão entre Dilma e Marina isso já é matematicamente certo (a não ser que outro avião seja derrubado).

O programa de Dilma e Marina são muito diferentes. Então para não entrarmos aqui em gráficos e números sugiro, principalmente aos mais jovens o seguinte:

Busquem com seus pais e avós a informação correta do que aconteceu no governo de Fernando Henrique cujos métodos políticos e financeiros estão sendo os mesmos propalados como "novidade" pela Marina.

Acho que a questão principalmente para os jovens é muito simples: Pergunte aos seus pais ou avós como era a vida deles naqueles tempos de Fernando Henrique em termos de vida financeira, estabilidade no emprego, oportunidades, pobreza...

Se seus pais e avós disserem que naquela época a vida deles e da família deles era melhor ou mesmo igual a sua vida atual então aí sim vote conscientemente na opositora da Dilma, Marina, sabendo assim, e achando isso bom, que de acordo com o que Marina esta propondo em seu programa de oposição ao governo bem como de acordo com os auxiliares que a sustentam, sua família vai voltar a ter, pelo menos, aquilo que tinha com Fernando Henrique.

Se todos os brasileiros seguirem esse roteiro de decisão  a maioria terá exatamente o que merece. 

Justo não?

Paulo Azambuja

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Tudo Vai Depender do Seu Voto





Amigos:

É preciso compreender que a economia do mundo está em crise. 

O dólar que nos foi imposto como moeda de referência mundial está em grave crise atolado num déficit gigantesco produto de uma política do FED americano chamada "Quantitative Easing" que significa uma constante emissão digital de dólar à partir do nada para cobrir déficit com mais déficit. 

Isso naturalmente estouraria de uma vez,  mas a partir da crise financeira global de 2008 a inteligência acadêmica e a tecnologia de rede e computação a serviço dos políticos e banqueiros globais tentam conduzir a economia mundial num cabresto, transformando uma doença degenerativa que seria naturalmente aguda e mortal em uma doença crônica que deteriora e vai matando aos poucos. Assim conduzindo eles pretendem (e até agora vão conseguindo em crescente recessão e desemprego - veja a Europa por exemplo) que os pobres, a classe média em geral, os velhos aposentados e os jovens em busca de seu primeiro emprego fiquem abandonados à míngua enquanto que a elite controla o mercado e acumula bens e poder. 

Nós precisamos sempre estar prontos
para matar qualquer um que não ame
a paz tanto quanto nós amamos.
Barack Obama

A recessão global só tende a piorar e o BRASIL, qualquer que seja seu atual e próximo governo, vai também sofre-la. 

Então temos aqui uma grande questão para o Brasil que NÃO poderá ser a de escapar da crise, mas sim de como gerenciá-la nacionalmente. E É AQUI QUE RESIDE NOSSA GRANDE E VITAL DECISÃO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES:

1 - Aplicar uma política monetarista atrelando-nos como subalternos à política dos banqueiros globais deixando os brasileiros - VOCÊ - entregue ao darwinismo de sobrevivência (em outras palavras à própria sorte) enquanto que a elite, evidentemente se locupleta em um nicho rico e poderoso fechado e protegido em armas e em dominação de consciência pela propaganda midiática. (veja o que esta acontecendo na Europa principalmente Portugal, Grécia e Espanha). Isso será com Marina.

2- Aplicarmos uma política de fortalecimento do mercado interno e buscando mercados externos alternativos e não comprometidos com essa situação (BRICS) e reforçarmos políticas econômicas sociais de "amortecimento" da crise. E é isso que o governo da Dilma vem fazendo. Resalve-se que o Brasil tem riqueza, tamanho, abundância de recursos e população para ser um país auto sustentável, se for bem dirigido politicamente para tal. Isso será com Dilma.


Muitas pessoas não sabem disso e votam com o cabresto de quem decide sobre o paredão do Big-Brother da Globo. Essas pessoas são totalmente impermeáveis e seu número só faz crescer. 

O que vamos ver nessas próximas eleições é se elas já são maioria. 



Paulo Azambuja

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Independência? "Neca" de Pitibiriba.

Amigos: 

Antes de começar o assunto propriamente dito vou fazer uma observação aqui: não há nada de subjetivo que eu “ache” ou não “ache” no texto abaixo. Todas as informações que cito são amplamente verificáveis com números e gráficos portanto não me proponho a discutir com ou sobre os fatos que as embasam. Verifique-as ou deixem-nas.  

"Neca" de Pitibiriba.

Assim: 


Fernando Henrique Cardoso sempre foi um homem elegante bem apessoado e culto.


Lula - o sapo barbudo a ser engolido (segundo um general da ditadura) -
e Leonel Brizola
Muito diferente do Lula, barbudo, paraiba e rouco, com erros de concordância (atualmente já bem menos) o que para muitos (tipo como li numa declaração do ator Lima Duarte) causa uma aversão elitista: Como é que um cara desses sem escolaridade pode ser presidente da república? (enquanto que eu louro sulista com mestrado tô ganhando essa merreca e não sou reconhecido nem por meu vizinho).  E isso só piorou quando sua atuação foi muito bem sucedida refletindo-se numa ampla aceitação depois de 8 anos de governo como também no respeito internacional que até hoje goza, sendo certamente um dos poucos políticos atuais (se não o mais) largamente homenageados e respeitados (gostem ou não disso - é um fato).  

Fernando Henrique Cardoso
 "O Príncipe dos Sociólogos" segundo Gláuber  Rocha
Pois bem tivemos antes do Lula os 8 anos de Fernando Henrique Cardoso e certamente seu porte e sua cultura não geraram nenhuma rejeição.

No entanto esse homem saiu do seu governo de 8 anos com tão alta rejeição que até hoje, enquanto o Lula é o carro chefe da campanha presidencial do seu partido, Fernando Henrique é sempre escondido nas campanhas do seu, como foi na campanha do Serra, do Alckmin e agora na do Aécio?

Por que? Boa pergunta, não? 

Na época de Fernando Henrique cometeram-se os mais altos roubos aos cofres brasileiros, mas essa não foi a causa porque tanto a polícia federal, a justiça e a imprensa estavam devidamente sob controle de modo a que nenhum “escândalo”  vingou apesar da natural ferocidade da oposição do PT. Todos foram direto pra "gaveta". 

Então, corrupção ouve demais(muita, mas muita mesmo, podes crer), mas que não repercutiu nas cabeças-big-brother das massas e da classe média. Portanto essa também não foi a causa de sua definitiva não aceitação.

Então porque esse bem apessoado, culto e corrupto-enrustido é tão impopular?

Por um motivo muito simples que todos os que já tinham responsabilidades e compromissos pessoais e familiares ao seu encargo na época podem bem responder. 

Tanto os pobres como a classe média e até mesmo empresários da produção sofreram direta e claramente com a política econômica do governo, menos, é claro, os entusiásticos banqueiros, os especuladores, os ladrões, os doleiros e os lobbies internacionais.

Governo de Fernando Henrique Cardoso - PSDB
A pobreza, o aviltamento do emprego e do salário e a instabilidade econômica e profissional produzida por uma política econômica monetarista globalizante e entreguista.  Eis a causa.

Pois bem, agora estamos diante de propostas de um retorno destas mesmas políticas só que, no mundo de hoje, estão causando resultados muito mais avassaladores. 

Veja por exemplo a Grécia, a Espanha e Portugal, para ficarmos nesses e veja também o desmantelamento violento da política e da integridade da Ucrânia (para não falarmos no resto do oriente médio e na África que parecem não nos causam tanta “afinidade”).

Até agora a política econômica no Brasil, que nem se compara com os problemas econômicos na Europa, bem como a nossa política externa, com o BRICS e com as posições independentes frente aos EUA quanto à sua espionagem e a retirada do embaixador brasileiro respondendo ao massacre sionista na Palestina, nos deu uma certa autonomia e um certo respeito. 

Mas também uma orquestrada e poderosa oposição dos blocos globalistas liderados pelos EUA-EU-SIONISTAS que sabem fazer, e tem força e dinheiro para tal, a desestabilização de qualquer país do mundo que lhes contrarie.

Para tanto, isso é para essa desestabilização, há uma técnica apurada de dominação e controle mental, uma zumbificação, que conta com a cumplicidade maciça e bem orquestrada de seu “Ministério de Propaganda” - a mídia. Os sintomas são o ódio e a incapacidade de observar, deduzir e principalmente de ESCOLHER. 

Agora mesmo tivemos uma demonstração que seria ridícula se não fosse trágica de manipulação primária em um “escândalo” midiático sobre uma denúncia sem nenhuma referência. 

Certamente as evidências no seu tempo poderão surgir, mas esse negócio de “no seu tempo” não interessa porque não ha obviamente aqui nenhuma indignação moral, mas tão somente a oportunidade sub-reptícia de provocar  tumulto - e só serve agora - e conta-se com isso com a indignação ignóbil dos preparados zumbís.

Neca diretora do Itaú e a patrocinada Marina
E para ilustrar bem, no vetor que dará substância a este risco esta o eufemismo da “Independência do Banco Central” que, a Neca (de pitibiriba) do Itaú sabe muito bem, é na verdade a dependência completa do Banco Central brasileiro aos Bancos Centrais globalizados da Europa e dos Estados Unidos que já estão há muito tempo sobre o controle dos banqueiros internacionais causando as verificáveis crises de desemprego salário e pobreza tanto na Europa como até mesmo na população americana.


Para ilustrar veja abaixo o vídeo que fiz a respeito:     

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Gnósis e Política!? Páaaaaara!!! UFA!!!!

Amigos 

Para os que acompanham minha linha de tempo no FB sabem que tenho ali postado, abundantemente, cópias que fazem me posicionar claramente em relação às questões que estão em pauta na sucessão política em curso no Brasil (mas que entendo sejam muito mais abrangentes que um simples problema local).

Numa dessas postagens depois de alguns comentários recebi o seguinte: 

Comentario: Paulo tenho admiração por você ter uma visão mais ampla da vida!!!!!!Mais você esta MUITO pré-ocupado em mostrar uma Marina ruim,que está esquecendo um requisito básico-LIVRE PENSAR,LIVRE SENTIR E LIVRE AGIR!!!!Páaaaaara!!!!!Voce não vai salvar a Dilma da DERROTA!!!!Estar chato isso!!!!RESPEITO PELOS OUTROS É GNÓSIS!!!!UFA!!!!


Aqui passo a comentar: 

Amiga. Comecei a responder seu comentário lá mesmo no facebook, mas logo me dei conta de que o que você me tinha ensejado era algo que talvez me fosse necessário já ter colocado há algum tempo mas que não tinha tido ainda o ímpeto ou a abertura de uma oportunidade para fazê-lo. Portanto te agradeço por ter me dado essa abertura.

Meu comentário acabou ficando, tanto pela sua extensão como pela sua abrangência, maior que simplesmente uma resposta específica e por isso acabei trazendo-o como uma postagem do blog

Amiga: se você investigar o que esta se passando no mundo e como ele esta sendo dominado e como as pessoas estão hipnotizadas e massacradas você talvez compreenda a dimensão do que esta por se passar aqui e o motivo de minha posição enfática sobre isso. O Meu blog esta cheio de artigos sobre isso já desde o seu início. 

Poderíamos por exemplo, ha um ano atrás sermos dois ucranianos tranquilamente sentados em nossas poltronas vendo pela janela a suave brisa tocando as árvores de nossa pacata cidade, tendo que daqui a pouco ir buscar nossos filhos na escola, a discutir pelo facebook a conveniência ou não de nos metermos com os “dialéticos” e espúrios assuntos envolvendo a corrupção do governo de Mykola Azarov, a sua resistência para entrar na União Europeia... Quando de repente, não mais que de repente, alguns meses depois.... 

Não pretendo aqui antepor argumentos,  aos que você entende como desrespeito, sobre todos os posters que estou copiando. Então  simplesmente registro e respeito sua posição.

Mas como disse isso me dá o ensejo de falar sobre minhas postagens e minha motivação como as vejo e como construí desde 2008 esse blog e a conta FB com o nome “Atualidade do Cristianismo Gnóstico”

Estaria com essa "politicagem toda" me desviando ou até mesmo desvirtuando-me do objetivo inicial? 

Entendo que exponho o meu livre pensar sem ofender ninguém dentro de um espaço tanto no facebook quanto no blog, que eu abri exatamente para recolher os meus pensamentos e minhas observações do mundo - como ele se me apresenta atualmente – (e daí a primeira palavra do título do blog “Atualidade”) e que está aberto a quem quiser livremente consultar, mas que faço questão de não impor a ninguém não só porque a pessoa é livre para dele participar, mas principalmente porque eu tenho muito cuidado para só compartilhar os posters que seleciono na minha própria linha de tempo e muito raramente imponho-os copiando-os para linha de tempo de outro. 

Também reservei um outro espaço só para postar seletivamente os aspectos do ensinamento diretamente envolvidos com assuntos gnóstico que é o grupo no facebook chamado “Companheiros Gnósticos”

Estou me posicionando fortemente sobre política, não sobre a pessoa A, mas sim quanto ao que entendo como sendo um perigo coletivo GLOBAL que nossa sociedade esta enfrentando no momento atual do qual essa pessoa pública A é portadora da realização desse embuste maior: o poder eônico econômico, o poder eônico religioso e o poder eônico militar e tendo sob seu controle o poder eônico da mídia que, planetariamente, “faz a cabeça” de uma considerável massa de criaturas-zumbí (genérico). 

Não há nenhuma palavra chula no que escrevo ou copio, mas há sim, como se trata de propostas políticas de pessoas que vão influir diretamente em nossas vidas de uma forma deletéria - e muito poucos alcançam a dimensão global desse mal - um ênfase e um posicionamento claro e direto que acho necessário, mesmo fundamental explicitar. 

Minha posição é clara e enfática quanto a esse esquema de dominação que se nos avizinha. Compreendo mas não compactuo desse “distanciamento” místico das “coisas de César" (deixa pra lá, isso tudo é dialético....e então quando as “virgens” menos esperam...BUM!!) e que muitos consideram algo inconveniente para um gnóstico e para ser postado num site com esse título. 

Na verdade todo o gnóstico, pela sua própria natureza, liga muito pouco para o que acham ser ou não ser conveniente nas suas ideias e ações (muitos já morreram por essa teimosa independência) e jamais toma suas decisões e ações baseado na preocupação de ser aceito ou entendido. E mais, a um gnóstico não cabe se auto avaliar se está “certo” ou “errado”, mas sim buscar a auto coerência em profunda sinceridade, autenticamente, tanto quanto seu estado de ser lhe permite. E isso já fica de bom tamanho. 

Comecei meu entendimento Gnóstico há muitos anos e um dos primeiros livros que li na época e que me marcou fundamentalmente foi o livro de um gnóstico e rosacruz holandês, “Jan van Rijckenborgh” chamado “Desmascaramento” no qual ha cinquenta anos atrás o autor descreve os fatos atuais (assim também como continuou fazendo em muitas outra suas publicações e alocuções). Para mim a diferença do que fazia e que agora estou fazendo é que antes eu seguia factualmente as ocorrência de um mundo em drástica transformações mas que ocorreria de fato no futuro e que agora como o próprio autor dizia muito - “Hora Est”,   o tempo esta AÍ e no meu entendimento não é mais para ser seguido em palestras prospectivas nem com alegorias ou metáforas preparatórias mas sim um livro para ser aberto e sorvido amargamente no dia a dia. E isso eu estou fazendo todo o dia. 

E essa é a essência da ação da proposta do “Cristianismo Gnóstico” as palavras finais do titulo do blog.

As propostas sagradas de outras eras, eram as de se recolher em técnicas meditativas e sair do mundo em estase, pois que naquela época o mundo ainda não estava em tempo de viver planetariamente o seu apocalipse, o mundo naquela época ainda não estava pronto. Então aos homens de “alma velha” da época, que sentiam a necessidade desse apocalipse, dessa saída, era lhes colocado um processo com ênfase no aspecto Anthropos (indivíduo) sem muito a fazer com o aspecto Eclésia (Grupo, em última instância Mundo).

Mas o Cristianismo com a sua verdade original, a sua Gnósis, veio nos preparar para o apocalipse de João de Patmos. Isto é, para juntos - cada um de nós e o mundo (Antrophos-Eclésia) - sofrermos as dores e as lágrimas da “guerra santa” do Armagedon, da transformação completa para Um Novo Homem, para uma Nova Jerusalém e para uma Nova Terra. 
E isso homem-história-fatos-mundo todos juntos e entrelaçados

Por isso Jesus trás Cristo-Deus ao seu corpo ao seu sangue, à sua terra e à sua história. Jesus “agita o pedaço” desde criança. Discursa frente aos mais velhos, contesta no templo, divulga suas revelações diretamente nas histórias e na vida cotidiana do seu povo, não ensina nenhuma forma de processo meditativo de Antrophos-Escapismo, e toda a oração que ensina se resume e se esgota no “Pai Nosso” - Assim na Terra como no CéuNos dois “juntos e misturados”. 

E assim Jesus age e admoesta: 

“E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados. E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas; E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda”. 

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que edificais os sepulcros dos profetas e adornais os monumentos dos justos, 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que devorais as casas das viúvas, sob pretexto de prolongadas orações; por isso sofrereis mais rigoroso juízo. 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que limpais o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de intemperança. 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas. 


 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia.” (Mateus 23)
 Grosseria? Ofensa? Violência?
 A história de Jesus mobilizou e o posicionou claramente diante dos três poderes do mundo: O político (Pilatos), o religioso (Caifás) e o  financeiro (os fariseus)  e foi morto sobre a vontade de uma horda de zumbís, conduzidos pelo poder da comunicação e do discurso,  que assim escolheu Barrabás.  

As profecias do cristianismo são narrativas de observações correntes, cotidianas, de acontecimentos do mundo junto com um claro posicionamento uma clara opinião sobre eles só que feitas prospectivamente.
“Mas chegará o dia em que...”
E  o dia já está aqui, agora nas “nossas barbas” e então com o mesmo olhar daquele cristianismo inicial observamos agora correntemente os acontecimentos do mundo e emitimos nossa opinião sobre eles só que não mais em prospecção,  mas em Atualidade.
Portanto: em “Atualidade do Cristianismo Gnóstico” muito coerentemente com toda a trajetória a  que nos propusemos aqui desde 2008.


E então, atentemos...:

 


“Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!

Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” 
[Apocalipse João]


Paulo Azambuja

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Uma Diferença Irreconciliável


Amigos: 




Os  comentários que mostro aqui os recebi no Facebook a partir de um post que compartilhei. Trazem a meu ver uma questão fundamental para a compreensão geral do estado de consciência do homem-zunbificado possuído ligado ao caos e a violência no mundo e que é chamado nos bastidores do JN pelo Willian Bonner como sendo o seu telespectador típico de Homer Simpson (aquele pai no conhecido desenho animado "Os Simpsons" - veja mais adiante).  
E isso transcende em muito a uma simples questão de política local no Brasil. 

Na verdade, a meu ver não há mais no mundo principalmente num país estratégico como o nosso, algo que se possa chamar de política local; está tudo ferozmente dominado.  

E desculpe o meu suposto realismo e que espero sinceramente que não passe de um exagerado pessimismo, mas penso que este caos e dominação já estão agindo aqui dentro e que, para a estratégia mundial, é fundamental que consigam nos desestabilizar (e eu não estou sozinho nesta percepção, leia na última parte dessa postagem um artigo que traduzi e acabei de acrescentar).

O Post compartilhado foi:




Interlocutor1: Veja que coincidência. A resposta dela tb não foi tão simpática:

Jornalista do Piauí pergunta se Dilma Rousseff é homossexual

Paulo Azambuja: Será que por acaso você acha comparável o teor das perguntas!!!
1 - Você tirou o dinheiro de minha carteira? com
2 - Tua mãe já teve um caso com outra mulher?


Deu pra perceber a imensa diferença entre uma ofensa pessoal e intima (que a ninguém temos o direito de perguntar - uma pergunta ofensiva) (que tal: a propósito meu amigo você é bicha?) de uma suspeita de associação criminosa (no caso com um bicheiro) da qual todo o candidato deve obrigatoriamente satisfação e todo o repórter deve investigar e questionar?

A sua lógica e argumentação é típica de um outro mundo de percepção. (não sei se melhor ou pior, mas certamente completamente outro)  

 Na verdade essa eleição também esta servindo para mostrar estes dois mundos mentais que na verdade são irreconciliáveis. Por isso esse comentário não é uma resposta a você - seria desperdiçar nosso tempo - mas sim uma análise desse contexto que porventura um outro leitor possa aproveitar.

Interlocutor2: O desmascaramento a todo vapor sem soberba!


Paulo Azambuja: Isso é um fato e só o estou constatando. É essa a questão amigo: desmascaramento, sem disfarces. Aí você pegou o ponto. 

Em última instância nossa consciência normal atual com o seu poder lógico pode e deve identificar coisas de categorias lógicas diferentes (e não misturar-lhes assim em uma mesma linha de argumentos) bem como verificar e entender a fidelidade e a isenção das fontes de informação que nos abastecem. 

Essa é, digamos assim, uma propriedade socrática, da nossa ainda velha consciência, e que, quando for utilizada, já estará preparada para discernir os loucos e violentos tempos atuais e desse modo ir acompanhando e abrindo, por assim dizer, o novo caminho sem ser enganado nem completamente neutralizado mentalmente, tornando-se um zumbí ou um Homer Simpson (aquele pai do desenho animado "Os Simpsons"), nome pelo qual o Willian Bonner define, nos bastidores do JN, a sua audiência típica. (leia  o artigo em seguida) 


http://jornalggn.com.br/noticia/um-dia-com-william-bonner-e-nove-mestres-da-usp#.U_UbXsFSLM8.facebook
Não tenha a menor dúvida que eles são completamente conscientes disso e o manipulam com maestria. 

Acrescento aqui uma tradução que fiz de um artigo que li ontem e que para aqueles que correspondem ao tipo de consciência com o qual me identifico é de leitura de importância fundamental. 

Outro acidente de avião Suspeito na América Latina reforça os interesses americanos e globalistas no Brasil.

Por Wayne Madsen 2014/08/19 00:00
Versão original: http://m.strategic-culture.org/news/2014/08/19/another-suspicious-plane-crash-latin-america-bolsters-american-globalist-interests.html
Traduzido por: Paulo Azambuja


"A Programada eleição presidencial em outubro no Brasil era vista como uma caminhada virtual à vitória para o atual presidente Dilma Rousseff.
 
Isso foi assim até que um acidente de avião matou o adversário de Dilma, bastante medíocre, o economista e ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

Em 13 de agosto, foi relatado que o avião que transportava Campos, um candidato presidencial brasileiro pró-negócios, centrista, que estava em terceiro lugar atrás do mais conservador candidato do Partido Social Democrata, Aécio Neves, economista e defensor da austeridade, caiu em uma área residencial de Santos no estado de São Paulo, Brasil.

Campos era o candidato do ex-esquerdista, mas agora «pro-business», Partido Socialista Brasileiro. Tal como acontece com os britânicos, os australianos e a Nova Zelândia, os partidos Trabalhistas, o Liberal canadense, os novos partidos democratas, e o Partido Democrata dos Estados Unidos, os interesses corporativos e sionistas infiltrados do Partido Socialista Brasileiro em grande parte transformou-o numa «terceira via» para festa «pro-business», embora enganosamente conservando a utilização da denominação «socialista».

É claro que em virtude da divulgação sobre a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos espionando os e-mail e telefones de titulares do Partido dos Trabalhadores brasileiro da presidente Dilma Rousseff e seus ministros, o cancelamento de Dilma a uma visita de Estado a Washington e a hospedagem no Brasil do presidente russo Vladimir Putin e outros líderes do bloco econômico BRICS em uma cúpula recente em Fortaleza, os Estados Unidos tem tentado desestabilizar o Brasil.

O Departamento de Estado e a CIA foram à procura de elos fracos da Dilma no Brasil para criar as mesmas condições de instabilidade que têm fomentado em outros países da América Latina, incluindo a Venezuela, Equador, Argentina (através de um padrão nacional de crédito projetada pelo sionista capitalista abutre Paulo Singer), e da Bolívia.

No entanto, Dilma Rousseff, que antagonizou Washington ao anunciar, junto com outros líderes do BRICS em Fortaleza, o estabelecimento de um banco de desenvolvimento do BRICS para competir com o Banco Mundial controlado pela União Europeia e pelos EUA, parecia imbatível à reeleição. Isso certamente foi o caso, até 13 de agosto, quando Campos e quatro de seus assessores de campanha, juntamente com o piloto e co-piloto, morreram no acidente com o Cessna 560XL, matando todos a bordo.

O acidente levou a sua companheira de chapa, Marina Silva, até então candidata a vice a ser a candidata presidencial do Partido Socialista.


Em 2010, Silva recebeu surpreendentes 20% dos votos para presidente como o candidata do Partido Verde. Ao invés de correr como a candidata verde este ano, Silva optou por juntar suas fichas ao «pro-business» de Campos. Silva é agora vista como a melhor chance do Partido Socialista para derrotar Rousseff para presidente na eleição de outubro.

Silva, uma cristã evangélica, em um país católico romano, em grande parte, também é vista como próxima da infra-estrutura da «sociedade civil» mundial e dos grupos «controlados» da oposição financiados pelo fundo de hedge do mestre manipulador George Soros. 

Como líder na Amazônia com seus esforços na proteção das florestas tropicais do Brasil, Silva tem sido elogiada por grupos ambientalistas financiados pelo Instituto “Open Society” de Soros. A retórica de campanha da Silva está repleta de frases do código de Soros como «sociedade sustentável», «sociedade do conhecimento,» e «diversidade».
Silva marchou com a equipe brasileira na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres. O ministro dos Esportes do Brasil, Aldo Rebelo disse que a participação da Silva nas Olimpíadas foi aprovada pela família real britânica e que «sempre teve boas relações com a aristocracia europeia».
Silva também é mais moderada do que Rousseff sobre as políticas de Israel em relação à Palestina. Como uma integrante da “Assembléia de Deus” igreja Pentecostal Cristã, Silva é membro de uma denominação que fornece a adesão do núcleo para o movimento mundial de «cristãos sionistas» que são tão avidamente pró-Israel, como o são as organizações judaicas sionistas como B'nai B'rith e o Congresso Mundial Judaico. [sic: O líder da Assembléia de Deus no Brasil é o conhecido pastor Silas Malafaia]
A Assembléia de Deus crê o seguinte sobre Israel:

Marina e o pastor e deputado Feliciano que dispensa apresentações

«Segundo as Escrituras, Israel tem um papel importante a desempenhar no fim dos tempos. Durante séculos, os estudiosos da Bíblia ponderaram sobre a profecia de um Israel restaurado. 'Isto é o que o Senhor Deus diz: eu tomarei os filhos de Israel dentre as nações para onde eles foram. Eu os congregarei de todas as partes e trazê-los-ei de volta para a sua terra.
 
"Quando a nação moderna de Israel foi fundada em 1948, e os judeus começaram a retornar de todo o mundo, os estudiosos da Bíblia sabiam que Deus estava no trabalho e que estávamos muito provavelmente vivendo nos últimos dias».

Em 1996, Silva foi agraciada com o Prêmio Ambiental Goldman, que foi criada pelo fundador da “Goldman Insurance Company” Richard Goldman e sua esposa Rhoda Goldman, um herdeiro da fortuna da empresa de vestuário “Levi Strauss”.

Em 2010, Silva foi nomeada pela revista “Foreign Policy”, editado por David Rothkopf, ex-diretor-gerente do “Kissinger Associates”, na sua lista de «pensadores globais de topo».

Os detalhes completos sobre a causa do acidente de avião de Campos podem nunca serem conhecidos. Auxiliando na investigação do acidente esta o “National Transportation Safety Board” dos Estados Unidos (NTSB) e a Administração Federal de Aviação. NTSB e FAA cujos investigadores serão seguramente informadoe e formados por funcionários da CIA estacionados em Brasília que estarão ansiosos para ter uma conclusão de «trágico acidente» como estampado no relatório final do acidente.

A CIA conseguiu encobrir seu envolvimento em outros acidentes latino-americanos de aviões que eliminaram adversários do imperialismo norte-americano na América Latina.

Em 31 de julho de 1981, presidente do Panamá, Omar Torrijos morreu quando seu avião da Força Aérea do Panamá caiu perto de Penonomé, Panamá.

Após a invasão do Panamá, por George HW Bush, em 1989, os documentos da investigação do desastre do avião Panamá retidos pelo governo panamenho do general Manuel Noriega teriam sido apreendidos pelos militares americanos desapareceram.
 
Dois meses antes Torrijos foi morto, o presidente equatoriano Jaime Roldós, um líder populista que levantou-se contra os Estados Unidos, foi morto quando seu avião Super King Air, operado como uma aeronave VIP pela Força Aérea Equatoriana, colidiu com Huairapungo montanha na província de Loja. No avião também estavam a primeira-dama do Equador o ministro da Defesa, e sua esposa. Eles foram todos mortos no acidente. O avião não tinha um gravador de dados do voo, também conhecido como uma «caixa preta.» A polícia Zurich, Suíça conduziu sua própria investigação e descobriu que a investigação oficial do governo equatoriano foi seriamente danificada. Por exemplo, o relatório do governo equatoriano sobre o acidente deixou de mencionar que os motores do avião foram desativados antes da aeronave se chocar com o lado da montanha.

Tal também acontece com o avião Cessna de Campos que não tinha um gravador de dados de voo. Além disso, a Força Aérea Brasileira anunciou que duas horas de áudio do gravador de voz do cockpit do Cessna de Campos não refletem as conversas entre o piloto, co-piloto com o controle de solo em 13 de agosto. O gravador de voz da cabine a bordo do mal fadado Cessna 560XL foi fabricado pela L-3 Communications, Inc. de Nova York. L-3 é uma grande contratante de inteligência dos EUA que fornece à Agência Nacional de Segurança muito de sua capacidade de cabos submarinos através de um acordo com a Global Crossing NSA subsidiária L-3.

Embora o presidenciável brasileiro Campos não tivesse inimigos nos Estados Unidos, sua morte suspeita há alguns meses antes da eleição presidencial, e sua substituição por uma queridinha da infra-estrutura de George Soros, agora representa uma ameaça eleitoral à Dilma Rousseff, que é definitivamente considerada uma inimiga por Washington. Os EUA e Soros tem procurado várias maneiras de penetrar e perturbar as nações BRICS. A tentativa da Soros/CIA para alavancar o membro do Politburo chinês Bo Xilai para a presidência chinesa entrou em colapso quando ele e sua esposa foram presos por corrupção.

Com a Rússia e África do Sul fora de seu alcance para qualquer intriga semelhante, Índia e Brasil são o foco para a CIA e para Soros na interrupção do BRICS. Com o novo governo de direita de Narendra Modi os primeiros sinais de perturbação do BRICS são animadores. Por exemplo, o ministro das Relações Exteriores da Índia, Sushma Swaraj, é um aliado sincero e comprometido de Israel.

O Brasil sob Rousseff é visto pela CIA e Soros como a melhor oportunidade para inserir um dos seus, neste caso, Marina Silva, na liderança de uma nação BRICS, a fim de produzir um ataque do tipo «cavalo de Tróia» ao cada vez mais importante bloco econômico.

O acidente de avião que matou Eduardo Campos ajudou a alavancar a candidatura de uma agente financiada por George Soros para mais perto do palácio presidencial da Alvorada, em Brasília."

***
Veja também, agora sobre propriedade e fraudes envolvendo o avião:
 

Folha coloca sob suspeita de fraude avião em que voava Campos. E indícios são fortes.
21 de agosto de 2014 | 17:50 Autor: Fernando Brito

Paulo Azambuja

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Seleção de publicações que comentei no Facebook





Amigos:

Tenho usado o Facebook regularmente quer produzindo, destacando ou comentando algumas postagens que considero de interesse e condizentes com o que me proponho neste blog, 

Algumas vezes postagens do Facebook me sugerem produzir textos que coloco neste blog. Mas há outras postagens também de importância significativa que acabam juntamente com meus comentários ficando lá mesmo restritas ao âmbito do circulo do meu grupo e mesmo naquelas que são repostadas os comentários que fiz não seguem junto. 

Um outro grande inconveniente é que na medida em que vou empilhando essas postagens na minha linha de tempo e como o acesso é somente linear tenho que ir descendo demoradamente quando desejo rever uma postagem.

Assim sendo passo a copiar essas postagens que considero significativas aqui no blog de modo a que eu tenha acesso fácil ao conjunto, assim como também o tenham os amigos do grupo que dela se interessaram que podem inclusive se desejaram, pelo endereço da postagem no blog, passarem adiante o conjunto. 

Essa postagem vai acumular dinamicamente os novos assuntos que vou destacando no FB.

Vamos então ao primeiro conjunto: